Baterias de notebook e seus mitos!

É muito comum ouvir de nossos clientes, perguntas sobre a forma correta de se utilizar o procedimento de carga e uso da bateria do notebook. Os mitos são muitos, e como o termo sugere, não necessariamente são verdadeiros, vamos a alguns deles:

Utilizar o carregador junto com a bateria cheia estraga a bateria? vicia a mesma e com risco até de uma explosão! – Falso!  Este mito se iniciou no passado, onde as baterias eram de níquel cadmio, e a tecnologia de bateria para este fim ainda estava sendo desenvolvida. Atualmente, as baterias são feitas de lítio, e em sua grande maioria são microprocessadas. Além de o lítio evitar o efeito memória, as baterias tem um circuito que avisa ao equipamento que suas células estão cheias, evitando assim sobrecarga de energia.

Usar o notebook somente na bateria, assim como se faz com o celular é a forma correta? – Falso! Este mito provavelmente se originou do medo causado pelo já citado acima. As baterias devem ser usadas em uma situação em que não se pode utilizar a rede elétrica, por exemplo: durante viagens, em ambientes externos, ausência de energia (por que não?), etc. Usar o equipamento somente nas baterias, ou seja, efetuar a carga completa, remover o adaptador de energia e utilizar até a ser necessário carregar novamente, acelera e muito o fim da útil da bateria. Entenda: as baterias são programadas para durarem um determinado numero de ciclos de carga e descarga completa. Usando-se somente as baterias, este numero se esgota rapidamente e a bateria deixa de ter seu funcionamento normal. Aliado a isso, seu equipamento tem um desempenho muito inferior ao que poderia, pois funcionando somente pelas baterias o próprio sistema se encarrega de diminuir o capacidade de determinados componentes como processadores e GPUs (processadores gráficos) a fim de aumentar a durabilidade da bateria.

Quando vou usar o notebook ligado a tomada, e ele esta totalmente carregado, tiro a bateria e uso somente o carregador! – Parcialmente correto! Mais um mito que se deve ao primeiro que citamos. Na verdade a opção de se remover a bateria só é indicada caso o equipamento esteja esquentando em demasia. Este é um cenário comum em dias quentes, ou quando se utiliza aplicações de estressam muito o sistema como é o caso de jogos ou aplicativos que usam muito o processador, como edição de vídeo, imagens, renderizadores 3D, etc. Como este tipo situação é pouco comum, o mais correto é de usar uma base dissipadora de calor, e manter a bateria conectada, pois o vilão para a bateria neste caso é o excesso de temperatura. O calor em si já é prejudicial para o equipamento em vários sentidos, mas abordaremos isso em outro post. Outra situação em que tirar a bateria é uma opção ruim é na hipótese da falta de energia, fato raro nas grandes cidades, mas muito comum nas cidades do interior. Imagine você terminando um longo trabalho que consumiu horas e… puff! Falta luz e o trabalho é todo perdido! Lembre-se: as baterias atualmente são microprocessadas (salvo em alguns casos de fabricantes de baixo custo!), neste caso, assim que suas celular estão cheias a bateria avisa a system board que não precisa mais de carga, direcionando assim a energia para manter o equipamento ligado. Se mesmo assim você prefira retirar a bateria, SEMPRE realize este procedimento com equipamento desligado! Nunca insira ou remova a bateria de seu notebook com o mesmo ligado!

Minha bateria fica quente demais no carregador, por isso retiro da tomada sempre que esta carregada! – Parcialmente correto! Este mito, assim como os anteriores estão relacionados, mais especificamente ao seguindo que citamos. O processo de carga da bateria envolve física e química, o que gera algum calor, principalmente se a bateria esta sendo carregada após estar complemente descarregada. Quem tem o hábito de usar o equipamento somente na bateria vai ter sempre a impressão que a mesma esquenta muito ao se usar o carregador. Outra hipótese é o calor irradiado do processador ou GPU* através da base, de a falsa impressão do que o que esta quente é bateria. O pior cenário deste caso, é o uso de bateria de qualidade duvidosa. Seja comprada separadamente ou mesmo a original de fábrica utilizada por fabricantes de baixo custo. Muitas vezes estas baterias não sofrem o devido controle de qualidade, principalmente as “genéricas”. Caso necessite substituir sua bateria, opte sempre pelas OEM, sigla em inglês para Equipamento Original de Fábrica.

Os mitos são muitos, mas estão sempre relacionados entre si. Caso você adote uma postura de utilização correta, vai notar que todos os outros mitos não fazem sentido.

Agora algumas medidas que você pode tomar para aumentar bastante a vida útil da bateria de seu notebook. Algumas já foram ditas nas explicações dos mitos acima, mesmo assim, vamos a elas:

Proteja sua bateria de temperatura altas, como vimos anteriormente, calor e ruim para sua durabilidade. Evite de usar o equipamento sobre superfícies que não permitam a troca de temperatura ou que venham a obstruir as entrar de circular de ar do notebook. Ex: seu colo, almofadas, cama, etc.

Realize periodicamente um ciclo de carga e descarga. Este processo é usado para calibrar as baterias e uma forma de “exercitar” as células de armazenamento. Pelo menos a cada 60 dias de uso, o equipamento deve ser carregado até que o sistema notifique carga completa. Aguarde alguns minutos e em seguida retire o carregador e continue seu trabalho normalmente. Geralmente computadores que utilizam Windows estão programados para hibernar ao se atingir 10% de carga da bateria, antes que ele entre em hibernação automaticamente, desligue o mesmo (pelos meios normais! não force o desligamento!). Com o equipamento desligado, reconecte o carregador e espere por algumas horas até que a bateria se carregue. Alguns notebooks possuem notificações luminosas de que a bateria esta carregada, mesmo assim, de alguns minutos a mais mesmo apos ser notificado. Este procedimento pode ser adotado caso você desconfie que sua bateria não esta durando o esperado. Neste caso, repita a operação descrita acima pelo menos 3 vezes. Se mesmo assim a bateria não recuperar sua durabilidade, infelizmente ela já esta próxima do seu fim de vida útil.

Se não for utilizar seu equipamento por um período superior a uma semana, remova a bateria. Lembrando que não se deve guardar a bateria com 100% de carga, utilize a mesma pelo menos até os 80% antes de remove-la e guarda-la.

Tenha sempre em mente que as bateria são vão durar para sempre, mas é possível com alguns pequenos cuidados permitir que ela dure até que você possa trocar seu notebook! Atualmente, o custo da substituição da bateria é um dos três itens mais caros de um notebook, junto com a troca da system board e do display de LED. Por isso, cuide bem da sua bateria!

Não é nossa praxe indicar softwares, mas existe disponível de forma gratuita um aplicativo chamado Battery Care, com ele é possível se obter informações da bateria, como capacidade de carga, estimativa de duração, gestão dos ciclos de carga e descarga, etc. Aliado a isso, ainda possui monitores de temperatura do processador e hard disk, que são sempre informações uteis.

Se você ainda tem duvidas ou precisa de mais informações sobre o tema, não deixe de entrar em contato!

Este texto foi útil? Compartilhe!

Equipe Nix Tecnologia

Empresa especializada em soluções em TI. Visite nosso site e confira todo o nosso portfólio de serviços! Nix Tecnologia - Informática descomplicada!